Análise de David, obra de Michelangelo

Por Laura Aidar Arte-educadora e pesquisadora

A escultura David, do artista renascentista Michelangelo, é uma das mais fascinantes obras da história da arte ocidental.

Foi iniciada em 1501 e finalizada em 1504, sendo uma enorme representação humana de mais de 5 metros de altura e pesando 5 toneladas de mármore maciço.

Encontra-se atualmente na Galeria da Academia, um prestigiado museu em Florença, na Itália.

Considera-se esse trabalho uma obra-prima e um símbolo importante do movimento renascentista.

David de Michelangelo

Análise da obra David de Michelangelo

Esse trabalho faz parte de um projeto de doze esculturas bíblicas utilizadas para decorar a parte externa da Catedral de Santa Maria del Fiore, atualmente conhecida como Duomo de Florença.

Em 1460, os artistas Agostino di Duccio e Antonio Rosselino já haviam tentado, sem sucesso, esculpir a enorme peça de mármore, apelidada de “o gigante”.

A escultura permaneceu guardada e inacabada por mais de 40 anos, até que no início do século XV, Michelangelo assumiu o projeto e realizou o feito, considerado o ápice de seu trabalho escultórico.

Nessa escultura, Michelangelo retrata a história bíblica de David e Golias.

De acordo com as sagradas escrituras, David era um jovem que derrota o gigante Golias, um soldado filisteu. Dessa forma, o corajoso rapaz ajuda o povo de Israel a se libertar do domínio inimigo.

É interessante como a narrativa é contada através do olhar do herói. A presença da outra personagem – Golias – é subtraída, existindo apenas na imaginação do público.

David é representado preparando-se para enfrentar o enorme desafio levando somente uma funda, arma utilizada pra arremessar pequenas rochas. Sua atitude demostra uma espécie de “ação em pausa”.

Detalhes da escultura

Podemos notar, através da expressão facial e corporal do moço, que ele está bastante concentrado e relativamente tenso. Há também uma atitude ousada e que denota pensamento estrategista e cauteloso.

As veias na mãos de David denotam o enorme conhecimento em anatomia do mestre Michelangelo

A testa franzida entre as sobrancelhas, as narinas expandidas, as veias dilatadas e o olhar penetrante são características que tornam o trabalho “quase humano” e realmente impressionante

Os pés da estátua também exibem um trabalho primoroso

Os pés da estátua também exibem um trabalho primoroso e mostram o herói apoiando o peso do corpo em um dos pés, enquanto o outro sustenta-se com a parte dianteira no solo.

Curiosidades sobre David de Michelangelo

Houve alguns episódios envolvendo a grande estátua. Veja:

  • 1512: nesse ano, um raio caiu sobre a escultura e acertou sua base, o que ocasionou pequenas rachaduras nos tornozelos, mas nada preocupante.
  • 1527: um conjunto de republicanos arremessou objetos de cima do Palazzo Vecchio e eles atingiram o braço esquerdo de David. O acontecimento causou fragmentos em 3 partes, que foram restauradas, mas ainda assim são aparentes.
  • 1846: realização de uma réplica da escultura em bronze que foi colocada na Piazzale Michelangelo.
  • 1872: transferência de David para a Academia de Belas Artes de Florença.
  • 1910: colocação de réplica de David em frente ao Palacio Vecchio.
  • 1991: a escultura é vítima de um atentado, quando um sujeito disfere marteladas em seu pé esquerdo.

Dimensão da escultura David de Michelangelo

Esse é um trabalho grandioso em todos os sentidos. Como foi dito, as dimensões de David são de mais 5 metros de altura, pesando mais de 5 toneladas.

É interessante observar uma figura humana ao lado da escultura para termos o real entendimento das proporções de tal estátua.

Quem foi Michelangelo?

Michelangelo foi um artista italiano que nasceu em 1475, em 6 de março. Importante artista do período Renascentista, conseguiu transpor para sua arte as características e ideais de sua época, tanto no que diz respeito à política, quanto à religião e cultura.

Foi ativo em diversas áreas da arte, como pintura, escultura, arquitetura e poesia. Recebeu grande reconhecimento e foi apelidado de o Divino.

Faleceu em Roma em 1564, aos 88 anos e foi sepultado na Igreja da Santa Cruz de Florença.

Publicado originalmente no site https://www.todamateria.com.br

Laura Aidar é Arte-educadora, pesquisadora e fotógrafa. Licenciada em Educação Artística pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2007 e formada em Fotografia pela Escola Panamericana de Arte e Design, localizada em São Paulo, em 2010.

Sobre joaoantoniofilho

João Antonio da Silva Filho é Mestre em Filosofia do Direito pala PUC - SP. É autor dos livros "A Democracia e a Democracia em Norberto Bobbio", "A Era do Direito Positivo" e "O Sujeito Oculto do Crime - Reflexões Sobre a Teoria do Dominio do Fato", publicados pela editora Verbatin. Advogado, foi vereador da capital por três mandatos consecutivos e deputado estadual por São Paulo. João Antonio nasceu em São João do Paraiso - norte de Minas Gerais. Atualmente é conselheiro do Tribunal de Contas do municipio de São Paulo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s