Lu KAZ: amor e diversidade em canções

Lu KAZ é um músico que cresceu ouvindo e convivendo com músicas e músicos de todas as vertentes: MPB, Samba, sertanejo raís, cultura nordestina… enfim, Lu KAZ é produto da diversidade cultural brasileira. Mas não só…

Como se pode verificar no vídeo acima ele é também influenciado pelo humanismo solidário. Suas composições são resultantes do convívio com cristãos e socialistas. Na sua infância, o que mais presenciou foram debates acalorados sobre as formas de difundir a cultura da solidariedade entre os indivíduos e diminuir as desigualdades sociais.

Na convivência com jovens da periferia, no extremo leste do Itaim Paulista, Lu KAZ sentiu na própria pele o significado das desigualdades sociais e na universidade as consequências danosas da falta de opções profissionais na vida de sua geração. É por isso que suas canções clamam tanto pelo amor e a igualdade entre as pessoas.

Lu KAZ passou pelo velho continente. Nos períodos em que lá esteve, morando ou em viagens, ampliaram seus horizontes culturais. Mas, mais do que isso, serviram para consolidar na sua personalidade o profundo amor pelas pessoas. É neste contexto que ele proclama: “o que é mais valioso, compartilhar ou amar ou competir e vencer? Com este questionamento ele aponta que o futuro da humanidade é dependente do amor e da solidariedade entre indivíduos, grupos e nações.

A paz é fruto da justiça e é esse o propósito de suas canções. Enfim, Lu KAZ é um talento para ser conhecido e decifrado. Divirtam-se com suas canções.

Sobre joaoantoniofilho

João Antonio da Silva Filho é Mestre em Filosofia do Direito pala PUC - SP. É autor dos livros "A Democracia e a Democracia em Norberto Bobbio", "A Era do Direito Positivo" e "O Sujeito Oculto do Crime - Reflexões Sobre a Teoria do Dominio do Fato", publicados pela editora Verbatin. Advogado, foi vereador da capital por três mandatos consecutivos e deputado estadual por São Paulo. João Antonio nasceu em São João do Paraiso - norte de Minas Gerais. Atualmente é conselheiro do Tribunal de Contas do municipio de São Paulo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.