A esmo

Ane não via a hora de chegar o dia de partir…

Nada que imaginava ver pela frente era preciso,

A aproximação entre o tudo e o nada entretia sua mente fértil..

Definitivamente a distância não era um obstáculo para suas projeções.

Sua expectativa era fazer o trajeto até o destino projetado sem sofreguidão…

No seu semblante nem uma ruga, sua testa não estava franzida e seu olhar mirava o além.

Era como se o mundo se projetasse na forma de uma linha reta: sem curvas, sem obstáculos e sem conflitos.

Ane deixava para trás um sentimento de missão cumprida…

Apenas as boas lembranças alimentavam sua saudade.

Dos tempos passados queria levar consigo poemas encantados, fantasias coloridas e as marcas acentuadas do que foi determinante para seu ser.

Não queria julgar os que a fizeram infeliz…

Para ela o vivido alimentava seu aprendizado.

Queria apenas que seu futuro fosse mais previsível.

Mimila K Rocha

Sobre joaoantoniofilho

João Antonio da Silva Filho é Mestre em Filosofia do Direito pala PUC - SP. É autor dos livros "A Democracia e a Democracia em Norberto Bobbio", "A Era do Direito Positivo" e "O Sujeito Oculto do Crime - Reflexões Sobre a Teoria do Dominio do Fato", publicados pela editora Verbatin. Advogado, foi vereador da capital por três mandatos consecutivos e deputado estadual por São Paulo. João Antonio nasceu em São João do Paraiso - norte de Minas Gerais. Atualmente é conselheiro do Tribunal de Contas do municipio de São Paulo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s