Uma linda poesia de Kai-hui – a esposa de Mao tsé-Tung

Kai-hui e Mao eram dois apaixonados casaram e tiveram três filhos. O revolucionário chinês, controverso nas suas relações amorosas, deixou Kai-hui e seus três filhos na província  de Changsha e partiu para liderar o exército vermelho chinês.

No segundo ataque à Changsha coordenado por Mao, sua esposa e seu filho mais velho foram presos pelas forças anticomunistas. Na manhã cinzenta de 14 de novembro de 1930 ela foi brutalmente assassinada pelos adversários de Mao. O filho foi solto e, no início de 1931, Tse-min – tio dos meninos – fez com que os três sobrinhos fossem para Xangai, onde entraram para um jardim-de-infância secreto do Partido Comunista Chinês (PCC).

Ao longo de sua vida Mao tsé-Tung sempre recordava de Kai-hui com carinho – de fato ela foi a amor de sua vida e vice versa.

Em um dia frio, com saudade de Mao, Kai-hui envia-lhe uma linda poesia que transcrevo abaixo:

Dia deprimente, um vento norte começa,

Uma friagem espessa atravessa carne e ossos.

Penso neste Homem Distante,

De repente, ondas crescem da calmaria.

O pé estará curado?

A roupa de inverno está pronta?

Quem cuida de você quando dorme sozinho?

Está solitário e triste como eu?

Cartas não chegam,

Pergunto mais ninguém responde.

Como eu quisera ter asas,

Voar para ver este homem.

Sem poder ve-lo,

O sofrimento não tem fim…

Quando soube da morte de Kai-hui, Mao escreveu com dor que parece ser genuína: “A morte de Kai-hui não pode ser redimida por cem mortes minhas!”

Fonte: Biografia, MAO – A história desconhecida. Ed. Companhia das letras

Sobre joaoantoniofilho

João Antonio da Silva Filho é Mestre em Filosofia do Direito pala PUC - SP. É autor dos livros "A Democracia e a Democracia em Norberto Bobbio", "A Era do Direito Positivo" e "O Sujeito Oculto do Crime - Reflexões Sobre a Teoria do Dominio do Fato", publicados pela editora Verbatin. Advogado, foi vereador da capital por três mandatos consecutivos e deputado estadual por São Paulo. João Antonio nasceu em São João do Paraiso - norte de Minas Gerais. Atualmente é conselheiro do Tribunal de Contas do municipio de São Paulo.
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s